ASSESSORIA NO TESTE DE IMPAIRMENT - DETERMINAÇÃO DO VALOR LÍQUIDO DE VENDA DO ATIVO IMOBILIZADO

De acordo com a Lei 11.638/07, o valor contábil líquido deve ser comparado com o maior valor recuperável encontrado, sendo este o maior entre o valor líquido de venda e o valor em uso.

O Impairment Test (ou Teste de Recuperabilidade de Ativos) foi regulamentado no Brasil em 2007 através do CPC-01 (Pronunciamento Técnico do Comitê de Pronunciamentos Contábeis) e em seguida pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), em formato similar ao processo já estabelecido anteriormente pelo FASB (Financial Accounting Standards Board), em seu pronunciamento (SFAS – Statement of Financial Accounting Standards) no 144.

 

O teste de impairment de ativos de longa duração visa evidenciar e mensurar a perda de capacidade de recuperação do valor contábil desses ativos, identificando a perda em função da avaliação desse critério.

 

A avaliação de ocorrência de perda por impairment decorre da comparação do valor contábil com o valor recuperável do ativo, considerando o menor valor e reconhecendo a perda no caso de avaliação de perda em função da não recuperabilidade do valor contábil em termos econômicos dentro do prazo avaliado. O valor econômico a ser considerado será o maior valor dentre a avaliação do valor de venda dos ativos atuais (valor de mercado) e a capacidade de geração de retorno econômico dos ativos, a ser evidenciados pelo valor presente dos fluxos futuros a serem gerados pelo ativo.

 

Essa última, tem sua avaliação procedida através do estabelecimento do valor atual dos fluxos de caixa futuro, determinados através da projeção dos fluxos de caixa futuros dos ativos e determinação de seu valor presente, utilizando método de Fluxo de Caixa Descontado para avaliar a capacidade de geração de retorno do ativo.

Garantimos o melhor preço! Contato: (51) 3029-6825 ou 999-67-6825