Quem Somos

A S&F Engenharia Financeira é a única empresa de avaliação de ativos que se responsabiliza pela eficácia dos serviços prestados. A avaliação de ativos, em geral, é uma atividade solicitada por empresas que buscam recursos financeiros em instituições como BNDES, FINEP, BRDE, BANCO DO BRASIL, CAIXA, entre outros. As empresas que buscam recursos precisam apresentar bens em garantia, o famoso "colateral". Muitas indústrias solicitam nossos serviços para avaliar seu ativo imobilizado, principalmente os terrenos e prédios que são mais facilmente aceitos aceitos em garantia pelas instituições de fomento.

A eficácia do serviço pode ser objeto da contratação, ou seja, o cliente tem a opção de contratar o serviço "à preço fechado" ou "no risco", sendo que um percentual do resultado da captação, mediante taxa de sucesso, pode ser incluída no contrato.

DICAS NA HORA DE CONTRATAR UM SERVIÇO DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEIS

1- Nunca solicite a avaliação para um corretor de imóveis ou imobiliária. Além de estarem incapacitados de usar o método científico e inferência estatística, a sua "opinião de valor" será carregada de subjetivismos e conflitos de interesse. Certifique-se que a avaliação, e principalmente a vistoria, sejam realizadas por um engenheiro civil, e não por um "estagiário". Peça à ele que se identifique, apresentando a sua carteira profissional;
2- Desconfie de empresas que divulgam várias filiais no Brasil e até no exterior (algumas com o site somente em português). Trata-se de um golpe de telefonia, sendo que eles apenas pagam pelas ligações de outros estados, dando a sensação que eles têm filial na sua cidade. Peça-lhes que indiquem um endereço físico e tente agendar uma visita. Na melhor das hipóteses será um escritório virtual;
3- Nunca informe a sua "opinião de valor", mesmo se eles pedirem. Servirá de bengala de cego, e deixará os resultados da avaliação comprometidos;
4- Se você for uma empresa, peça-lhes as CND´s de tributos municipais, estaduais e federais, ou o extrato do SICAF, assim como uma comprovação de que realmente são credenciados e habilitados por bancos para avaliação de imóveis;
5- Verifique se o engenheiro que assinar o laudo foi o que realmente fez a vistoria e se ele é responsável técnico ou sócio da empresa contratada. Fuja das sub-contratações, onde uma empresa de fachada contrata um engenheiro free-lancer que não tem habilitação jurídica para assinar em nome da empresa contratada;
6- Se lhe oferecerem outra metodologia, ao invés da inferência estatística, desconfie. Talvez eles não saibam avaliar de forma imparcial. Se utilizarem a variável "atratividade" nem leia o laudo, jogue-o na lata de lixo mais próxima;
7- Por último, se o seu banco ou agente credor lhe indicou uma empresa de avaliação e informou que só aceitará laudos dessa empresa, desconfie de uma possível fraude e/ou corrupção de funcionários.

HISTÓRICO

Há 18 anos, a S&F Engenharia Financeira deu seus primeiros passos no bairro Petrópolis, na capital dos gaúchos. Atualmente, apesar de ter escritórios atuando nos principais estados do país, a sede da empresa continua sendo no local de origem. Este fato, já demonstra a seriedade e comprometimento da consultoria com a comunidade.

A S&F sempre trabalhou no pós-venda, ou seja, a sua evolução foi substancialmente focada na responsabilidade do serviço encerrado.Por este motivo, temos diversos clientes que constantemente solicitam a reavaliação dos seus ativos, por terem certeza que receberão de forma rápida um laudo completo, objetivo, em sintonia com a NBR 14653 - Norma Brasileira para Avaliação de Bens e cuja metodologia empregada seja capaz de traduzir o valor do ativo em avaliação de forma imparcial e isenta de subjetivismos.

NORMA TÉCNICA

Todos os nossos serviços são realizados de acordo e em sintonia com os procedimentos descritos na NBR 14653:2002 - Norma Brasileira para Avaliação de Bens que dita as metodologias, grau de precisão e de fundamentação para laudos de avaliação de ativos mobiliários (móveis, utensílios, máquinas e equipamentos), ativos imobiliários (glebas, terrenos, lojas, salas, apartamentos, casas, prédios, garagens, etc), ativos intangíveis obtidos por empreendimentos de base imobiliária (fundo de comércio, ponto comercial, good-will) e que fiscaliza e regulariza os avaliadores de ativos, conforme descrito na página 3 do capítulo 1:

A Resolução nº 218 do CONFEA fixa as atribuições profissionais do Engenheiro, Arquiteto e Engenheiro Agrônomo nas diversas modalidades e, conforme a Resolução nº 345 do CONFEA, são de atribuição privativa dos Engenheiros em suas diversas especialidades, dos Arquitetos, dos Engenheiros Agrônomos, dos Geólogos, dos Geógrafos e dos Meteorologistas, registrados nos Conselhos Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia - CREA, as atividades de vistorias, perícias, avaliações e arbitramentos relativos a bens móveis e imóveis, suas partes integrantes e pertences, máquinas e instalações industriais, obras e serviços de utilidade pública, recursos naturais e bens e direitos que, de qualquer forma, para a sua existência ou utilização, sejam de atribuição dessas profissões.

DIRETOR E RESPONSÁVEL TÉCNICO

ALEXANDRE LERCH FRANCO
Engenheiro civil com ênfase em avaliação de ativos de base imobiliária com o uso de inferência estatística. Além da engenharia, que o capacitou e habilitou para elaborar laudos de avaliação de bens imóveis, o engenheiro Alexandre concluiu o mestrado e o doutorado em finanças na UFRGS, adquirindo conhecimento e tecnologia de ponta para avaliar e mensurar qualquer tipo de ativo, tangível ou intangível. Além de ser o responsável pelas avaliações da empresa, o engenheiro Alexandre leciona disciplinas de Finanças em cursos de MBA e presta serviços de conselheiro (advisor) em processos de fusões e aquisições (M&A) além de participar ativamente em conselhos fiscais e de administração de empresas de médio e grande porte, públicas e privadas.

Garantimos o melhor preço! Contato: (51) 3029-6825 ou 999-67-6825